Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

ESTREIA MUNDIAL: GTC PARIS - DESIGN E MOVIMENTO.

8/Set/2010

  • Primeiras imagens da visão da Opel para um compacto desportivo de três portas

A missão que o Vice-presidente de Design da Opel, Mark Adams, deu à sua equipa foi aparentemente simples: «Mostrem-me o lado mais emocional da nova linguagem de design da Opel, ‘arte escultural aliada à precisão alemã’».

 

O automóvel que os desenhadores criaram, o concept car GTC Paris, vai ser revelado no Salão Mundial de Paris 2010, que abre ao público no próximo dia 2 de Outubro.

 

Exposto a par da nova geração da carrinha Astra Sports Tourer, que também faz a sua estreia mundial no certame parisiense, o GTC Paris representa o próximo grande passo de uma gama Opel dotada de novas formas.

Para a criação deste concept car os desenhadores foram buscar inspiração numa frase do famoso romance de Richard Bach, Jonathan Levingston Seagull: «(...) e a velocidade era pura beleza.» A ideia expressa nestas palavras está incorporada no automóvel através de linhas fluidas, superfícies envolventes e uma pose musculada. O GTC Paris está concebido para ser o ‘carro de sonho’ acessível, dotado de precisão e inovação reconhecidas à engenharia alemã, com design muito expressivo.

 

«Quisemos exprimir o lado mais emocional da Opel e acreditamos que este automóvel causa o impacte visual adequado para reforçar o nosso carácter dinâmico», afirma Mark Adams.

Um novo Opel que é um tributo emocional à performance

Com 4,46 metros de comprimento, o GTC Paris apresenta as medidas ideais para um desportivo compacto, mas ainda oferece espaço no habitáculo para cinco passageiros.

 

Muitos modelos icónicos começaram a ser desenhados pelo perfil. Vários deles conseguem ser reconhecidos com dois ou três traços esboçados num papel. Assim acontece com o novo concept car da Opel. De perfil, os desenhadores maximizaram a tensão ao limitarem o número de linhas vincadas. Semelhantes aos tendões de um velocista, estas linhas criam tensão e produzem uma forma esculpida. São elas que servem de uma base onde estão ligadas as superfícies e vários elementos destacados, assentando também nas rodas, de forma muito atlética.

A assinatura da Opel ‘lâmina’ – uma linha fina mas vincada, esculpida no flanco - está colocada no mesmo sentido que foi visto pela primeira vez no Insignia. Uma segunda linha parte do puxador da porta alargando-se para a secção traseira, colocando em evidência a largura generosa da carroçaria. A terceira linha, salientada através de um acabamento em alumínio polido, segue a silhueta do tejadilho e acentua o desenho dos vidros, guiando os olhos até ao proeminente spoiler traseiro integrado com o tejadilho.

 

O desenho da secção dianteira é simples mas pleno de carácter, destacando-se o vinco central do capôt, uma imagem de marca da Opel. Esta linha é acentuada pelos faróis esguios em forma de olho de águia, que actuam como parêntesis para enquadrar a barra metálica da grelha superior e a grelha inferior volumosa que expressa o carácter desportivo do automóvel. As luzes diurnas, de ‘LED’, destacam-se com elementos cromados cuidadosamente desenhados, tornando o farol numa peça de escultura que pode destacar-se por si só.

 

A postura musculada e a largura tornam-se mais evidentes na secção traseira, onde as proporções da carroçaria são mais imponentes. Estas características sobressaem também graças aos farolins traseiros LED que produzem uma nova interpretação do tema ‘asa’ da nova linguagem de design da Opel.

Tecnologia inovadora reforça a performance

O melhor da tecnologia da Opel para os automóveis compactos é elevado ao nível mais desportivo no GTC Paris. O chassis possui uma configuração especial, com vias mais largas. A suspensão conta com o eixo traseiro exclusivo da Opel com ligação Watt, uma nova evolução do sistema mecatrónico FlexRide de controlo do chassis e um diferencial dianteiro autoblocante com controlo electrónico. Este concept car exibe ainda rodas com jantes de 21 polegadas.

O motor instalado no GTC Paris é um 2.0 Turbo de quatro cilindros com injecção directa, com elevada potência e binário. Está equipado com tecnologia Start/Stop, provando que é possível combinar elevadas performances com economia de combustível em condução citadina. A transmissão é de seis velocidades, com comando manual.