Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

CORSA ECOFLEX: ECONOMIA DE COMBUSTÍVEL E BAIXAS EMISSÕES.

17/Fev/2011

  • Eficiente: 3,6 litros de gasóleo aos 100 km e emissões de 95 g/km de CO2;
  • Potente: 95 cv e 190 Nm de binário garantem condução dinâmica;
  • Tecnologia Start/Stop reduz consumo e emissões na cidade em 8,7 por cento.

A versão ecoFLEX do novo Corsa regista o mais baixo consumo de combustível e o nível de emissões mais reduzido de toda a linha de produtos da Opel.


O novo Corsa ecoFLEX ilustra na perfeição a filosofia da Opel de desenvolver automóveis ambientalmente responsáveis que não deixem de ser divertidos de conduzir.


O novo e super-eficiente Opel Corsa ecoFLEX Start/Stop Enjoy, com cinco portas, está equipado com o sofisticado motor turbodiesel 1.3 CDTI de 95 cv de potência, equipado com turbina de geometria variável e tecnologia Start/Stop.


Cumprindo as normas de emissões Euro 5 e equipado com filtro de partículas, consome apenas 3,6 l aos 100 km e fixa as emissões de CO2 em apenas 95 g/km.


Apesar destes valores tão baixos, o Corsa ecoFLEX assegura performances de muito bom nível. Isso deve-se, entre outros, ao elevado binário de 190 Nm disponível em permanência entre as 1750 e 3250 rpm.


O motor do Corsa ecoFLEX combina dois pontos fortes: as baixas emissões de CO2 e a performance dinâmica. Os engenheiros da Opel conseguiram esta combinação utilizando uma turbina de geometria variável, que melhora significativamente o desempenho do motor. De igual modo, optimizaram a calibragem da gestão electrónica para aumentar simultaneamente o binário nos baixos regimes e a potência máxima, tornando assim possível a adopção de uma nova configuração da transmissão. Na verdade, a caixa de cinco velocidades caracteriza-se por uma relação de transmissão mais longa, com benefícios em termos de consumo de combustível e de valores de emissões de CO2 inferiores a 100 g/km.


O novo Corsa ecoFLEX de 95 cv consegue atingir a velocidade máxima de 177 km/h e precisa apenas de 12,3 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h.


Além de assentar na elevada tecnologia da motorização, a eficiência do Corsa ecoFLEX é obtida graças a outras medidas no capítulo da engenharia. A aerodinâmica melhorou com o rebaixamento do veículo em 20 mm e a optimização do fluxo de ar no compartimento do motor. As rodas possuem jantes com um novo desenho, mais eficiente aerodinamicamente.

Opel ecoFLEX: Tecnologia Start/Stop para reduzir emissões de CO2

Com o lançamento da nova versão ecoFLEX, a Opel inicia a introdução da tecnologia de economia de combustível Start/Stop na maioria dos seus modelos ecoFLEX. Até ao final de 2011, todos os modelos da marca alemã incluirão este sistema.


O princípio da tecnologia Start/Stop é simples: quando não trabalha, o motor não consome combustível.


Com o sistema Start/Stop, em vez de funcionar ao ralenti num semáforo ou num engarrafamento, o motor pára de trabalhar automaticamente quando o condutor selecciona o ponto-morto e liberta o pedal da embraiagem.


Este estado é indicado pela deslocação do ponteiro do conta-rotações para a posição "Autostart", assinalando que o sistema está apto a ligar novamente o motor. Quando o semáforo fica verde ou o tráfego começa a andar, basta ao condutor pressionar o pedal da embraiagem para o motor voltar a ser ligado automaticamente, engrenar a 1.ª velocidade e arrancar.


Com a supressão do tempo de funcionamento ao ralenti, o motor emite menos gases com efeito de estufa. Naturalmente, são grandes os benefícios em matéria de economia no tráfego citadino. No ciclo urbano, o Corsa 1.3 CDTI ecoFLEX Start/Stop de 95 cv emite menos 8,7% de CO2 do que a versão congénere sem esta tecnologia, ou 4,3 l/100 km, contra 5,4 l/100 km da versão sem Start/Stop. No ciclo misto, o Corsa 1.3 CDTI com sistema Start/Stop consome apenas 3,6 l de gasóleo a cada 100 km.


Obviamente, durante a paragem do motor, a climatização, a direcção assistida e as funções de travagem permanecem activas, assegurando o conforto e a segurança dos ocupantes. Sublinhe-se que o sistema Start/Stop não é activado se se verificar algum risco de segurança, ou se o accionamento do sistema puder afectar o funcionamento do motor ou diminuir o conforto do condutor e dos passageiros.


O sistema Start/Stop só é activado se:


  • o capô estiver bem fechado;
  • a porta do condutor estiver fechada;
  • o cinto de segurança estiver colocado;
  • o motor já tiver aquecido;
  • a bateria tiver carga suficiente;
  • a temperatura do líquido de refrigeração do motor não for demasiado alta;
  • a temperatura ambiente for superior a -10°C (abaixo desta temperatura, o sistema não é activado);
  • a pressão no servo-freio for suficiente para garantir uma óptima capacidade de travagem;
  • a função de limpeza automática do filtro de partículas Diesel não estiver activada.


Se qualquer uma destas condições se alterar durante uma paragem automática do motor, o sistema pode voltar a ligar o motor automaticamente, sem qualquer intervenção do condutor. Os condutores que preferirem desactivar o sistema podem fazê-lo manualmente, pressionando a tecla 'ECO' localizado na consola central. A desactivação é indicada pelo apagamento do LED amarelo situado na tecla.


Durante a paragem do motor, certos sistemas e funções são desactivados, como o desembaciamento eléctrico do vidro traseiro e o aquecimento dos espelhos retrovisores. Outros passam para um modo de economia de energia e o sistema de informação & entretenimento fica protegido da tensão eléctrica aquando do arranque. Isto faz com que não seja necessário reiniciar o sistema de navegação depois de o motor se desligar.


ecoFLEX: Melhorias contínuas em prol do ambiente e da economia

A Opel criou a designação ecoFLEX em 2007 e, desde então, tem-se empenhado, passo a passo, na implementação deste compromisso para com a responsabilidade ambiental.


Quando foi lançado, em 2007, o Opel Corsa 1.3 CDTI ecoFLEX – então com 75 cv de potência – registava já um consumo de combustível notavelmente reduzido, de apenas 4,5 l/100 km, e apenas 119 g/km de emissões de CO2 (ciclo misto).


Um ano mais tarde, estes valores caíam para 109 g/km e 4,1 l/100 km, ou mesmo para 105 g/km e 4,0 l /100 km, nos modelos que não estavam equipados com filtro de partículas.


Desde Janeiro de 2010, o Corsa 1.3 CDTI ecoFLEX passou a utilizar o motor mais potente de 95 cv, mas isso foi acompanhado de nova redução de consumos e emissões, para 3,7 l/100 km e 98 g/km de CO2 (versão de 3 portas), respectivamente.


Agora, equipado com a tecnologia Start/Stop, o Corsa 1.3 CDTI ecoFLEX Start/Stop Enjoy de 5 portas emite apenas 95 g/km de CO2 e apresenta um consumo de 3,6 l/100 km. Em cerca de dois anos, os progressos da Opel representaram uma diminuição do consumo de combustível em 22 por cento.


Actualmente, além do Corsa, a marca possui uma série de modelos concebidos com o sistema ecoFLEX, como o Insignia e o Astra, e continua a trabalhar para melhorar todos os elementos desta família de veículos especialmente económicos.


O Insignia ecoFLEX, por exemplo, consegue um notável coeficiente aerodinâmico de 0,26 CD, que o posiciona entre as berlinas mais aerodinâmicas do mundo. Além disso, conjuga um consumo de combustível de 4,9 litros de gasóleo aos 100 km e emissões de CO2 de 129 g/km, com um potente motor turbodiesel de 160 cv (Insignia Sports Tourer: 134 g/km de CO2 e 5,1 l/100 km).


O novo Astra 1.3 CDTI ecoFLEX Start/Stop, com lançamento em Portugal agendado para o próximo mês de Março, vai dispor de um sistema Start/Stop capaz de baixar o consumo de combustível para apenas 3,9 litros de gasóleo a cada 100 km e as emissões de CO2 para 104 g/km (Sports Tourer: 4,1 l/100 km e 109 g/km).


A completa gama de modelos ecoFLEX da Opel satisfaz as mais diversas necessidades dos condutores no que se refere ao perfil de utilização, mantendo-se economicamente acessível.