Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

O ASTRA MAIS ECOLÓGICO E ECONÓMICO DE SEMPRE.

Apenas 99g/km de emissões de CO2.

28/Jun/2011

  • Astra ecoFLEX com 130 cv (96 kW) de potência e emissões de apenas 99g/km CO2
  • 17 por cento (0,8 l/100 km) mais económico
  • Nova referência no segmento dos compactos, fica disponível ainda em 2011
Opel Astra 1.7 CDTI ecoFLEX

Os modelos com emissões de CO2 especialmente baixas tendem a estar equipados com motores de baixa ou média potência. Por essa razão, baixo consumo e emissões reduzidas normalmente surgem acompanhadas de performances inferiores.


A Opel, neste capítulo, segue uma orientação diferente disponibilizando as suas versões ecoFLEX com motores mais potentes. Enquanto outros fabricantes propõem modelos compactos de emissões de CO2 reduzidas com potências na ordem de 105 cv (77 kW), o novo Astra ecoFLEX surge equipado com um propulsor turbodiesel 1.7 CDTI de 130 cv (96 kW) de potência, na senda do sucesso atingido com os modelos Insignia ecoFLEX de 160 cv (118 kW) e Corsa ecoFLEX de 95 cv (70 kW) na gama de modelos ecológicos da Opel.


O novo Astra 1.7 CDTI ecoFLEX de cinco portas apresenta um consumo misto de apenas 3,7 litros de gasóleo por cada 100 quilómetros. As baixas emissões de 99 gramas de CO2por quilómetro tornam-no no mais ecológico e económico Opel Astra de sempre. Com 130 cv de potência, binário máximo de 300 Nm e caixa manual de seis velocidades, este novo modelo da Opel é uma nova referência no segmento dos familiares compactos, situando-se num patamar superior de performance e agrabilidade de condução no segmento de mercado mais importanteda Europa. O lançamento está agendado para o Outono deste ano.


«O novo Astra ecoFLEX é mais um marco na estratégia da Opel de liderar a indústria no que diz respeito à redução de consumo de combustível e do impacte ambiental, mantendo níveis elevados de performance e de prazer de condução» refere Karl-Friederich Stracke, CEO da Opel/Vauxhall. «Vamos dar continuidade a esta estratégia, que inclui o lançamento de quatro novos modelos ecoFLEX no decorrer dos próximos seis meses, bem como, no final do ano, da entrega das primeiras unidades do revolucionário Ampera.»


Para além da configuração específica do propulsor 1.7 CDTI ecoFLEX, que integra gestão térmica apurada, as medidas adoptadas para obter uma redução significativa de consumo de combustível – e consequentemente das emissões de dióxido de carbono – incluem um evoluído sistema de travagem regenrativa, componentes aerodinâmicos activos e resistência ao rolamento reduzida. Este conjunto de soluções permitiu baixar as emissões de CO2 (menos 20 g/km) e o consumo (menos 0,8 litros/100 km) em 17 por cento comparativamente ao modelo base 1.7 CDTI.

Novo sistema de gestão do motor garante eficiência e melhores performances


O motor 1.7 CDTI equipado com injecção directa common rail recebe um novo sistema de gestão do motor, totalmente concebido pelos engenheiros da Opel, que lhe confere maior eficiência. O elevado binário máximo de 300 Nm é alcançado logo a partir das 2000 – 2500 rpm. A redução da taxa de compressão, associada a um novo sistema de injecção múltipla que efectua até oito injecções a alta pressão (1800 bar) por cada ciclo, proporciona melhorias assinaláveis no processo de combustão, tendo como principal efeito a redução dos consumos de gasóleo. O papel do novo turbocompressor de geometria variável é igualmente importante, já que garante controlo preciso sobre a pressão de sobrealimentação graças ao sensor adicional de informação da posição das pás da turbina.

Opel Astra 1.7 CDTI ecoFLEX

Sensores de pressão nos cilindros permitem controlo preciso da combustão


A nova configuração ao nível dos pistões contribui para reduzir o consumo devido à diminuição do atrito entre as partes móveis. O revestimento à base de diamantes sintéticos das guias das válvulas e dos pinos dos pistões, bem como segmentos de baixo atrito, asseguram uma redução suplementar do atrito, produzindo igualmente efeitos ao nível de maior resistência ao desgaste dos elementos móveis do motor.


A par do controlo electrónico variável da preparação da mistura, o colector de admissão em plástico confere maior eficiência no processo de combustão. Os sensores de pressão no cilindro, incorporados nas velas incandescentes (tecnologia Cleantech), garantem a elevada precisão do controlo da combustão de forma a que esta seja efectuada no ponto definido relativamente à cambota.


Simultaneamente, as velas incandescentes de baixa voltagem reduzem a carga de trabalho do alternador durante os arranques a frio. Para acelerar o processo de aquecimento do motor, um bypass instalado no radiador de óleo diminui perdas de pressão. Esta funcionalidade permite igualmente poupar combustível já que a temperatura ideal de funcionamento do motor é atingida mais rapidamente. A bomba de água, desligável, optimiza também o processo de aquecimento do motor.


O sistema de recirculação dos gases de escape, controlado electronicamente, comporta uma função complementar de arrefecimento, mantendo a temperatura ideal do processo de combustão. Este facto traduz-se numa importante redução das emissões de óxidos de azoto (NOx). Os revestimentos optimizados, à base de platina, do pré-catalisador e catalisador principal, a par da afinação rigorosa de ambos os componentes e da sua proximidade relativamente ao motor fazem com que o sistema de controlo das emissões atinja a temperatura de funcionamento mais rapidamente, o que resulta em assinalável melhoria da sua eficiência.

Sistema Start/Stop reduz períodos de funcionamento do motor


O sistema Start/Stop desenvolvido pela Opel reduz os períodos de funcionamento do motor, minimizando o consumo de combustível, aemissões de gases de estufa e o ruído – um benefício evidente para todos os utentes dos centros urbanos. O sistema desliga o motor automaticamente assim que o condutor coloca a caixa de velocidades em ponto-morto e levanta o pé do pedal da embraiagem (fase ‘Autostop’). Assim que o pedal de embraiagem é accionado de novo para engrenar a primeira velocidade, o sistema liga o motor imediatamente. Todo o processo é automático, rápido, suave e não requer qualquer intervenção da parte do condutor. O sistema Start/Stop recorre a uma bateria de alto rendimento que assegura não apenas a fiabilidade máxima do sistema mas também o arranque instantâneo do motor.


Por questões de segurança e de conforto dos passageiros, os controlos da climatização e do controlo de vácuo do servofreio permanecem activos na fase ‘Autostop’. Caso o condutor pretenda desligar o sistema, pode fazê-lo através do interruptor “eco” situado na consola central.


Caixa de seis velocidades exclusiva e sistema de regeneração da energia


A caixa de seis velocidades de atrito reduzido adaptada especificamente ao novo motor, é inédita face aos produtosconcorrentes do Opel Astra com baixas emissões de CO2, que estão equipados com unidades de apenas cinco relações. Outro dos componentes ecoFLEX é a luz indicadora de mudança de velocidade, situada no ecrã entre o conta-rotações e o conta-quilómetros, que avisa o condutor se deverá aumentar ou reduzir a relação engrenada, ajudando-o a tornar a condução mais económica.


Para obter a gestão ideal da energia eléctrica, a Opel introduz neste novo modelo um sistema de recuperação de energia da travagem. A recuperação de energia cinética ocorre nos momentos em que o automóvel está em desaceleração, graças a um alternador especial que converte essa energia em electricidade que vai alimentar a bateria. Isto acontece de forma automática quando o condutor levanta o pé do pedal do acelerador ou pressiona o pedal de travão. Quando a bateria tem carga suficiente, as necessidades de débito do alternador são reduzidas significativamente, sendo a alimentação dos órgãos consumidores de electricidade efectuada pela energia eléctrica acumulada na bateria. Este processo reduz o esforço do motor para accionar o alternador em aceleração, o que permite reduzir consumos e emissões.


Outra medida efectiva para baixar o consumo reflecte-se na embraiagem que activa o compressor do ar condicionado apenas quando é efectivamente necessário. As luzes de condução diurna de LED auxiliam igualmente na redução do consumo energético.

Opel Astra mais ecológico e económico de sempre

Deflector activo na grelha do radiador e pneus de baixa resistência ao rolamento


Para um melhor desempenho aerodinâmico, o Astra ecoFLEX possui uma entrada de ar variável para o compartimento do motor. A grelha dianteira integra um deflector activo que abre quando o automóvel circula a baixa velocidade ou no caso de maior esforço do motor, como em subidas, situações que causam o aumento da carga térmica do motor.


A velocidades mais elevadas, o deflector activo fecha e impede a entrada do fluxo principal de ar para o compartimento do motor. Os ganhos são evidentes, visto que é neste compartimento que ocorre maior turbulência e onde há menos eficácia na gestão do fluxo.


Tais melhorias no capítulo aerodinâmico visam a redução dos consumos e emissões de CO2, contributo auxiliado pela altura da carroçaria ao solo em 12mm e dos pneus 215/60 R 16 ou 225/50 R17 ContiEcoContact 5 de reduzido atrito ao rolamento.

Modelos ecoFLEX combinam dinamismo com consumos reduzidos


O novo Opel Astra 1.7 CDTI ecoFLEX passa a integrar a vasta gama de modelos de emissões reduzidas da Opel, que inclui já propostas como:


  • Opel Corsa 1.3 CDTI ecoFLEX com 95 cv, 95 g/km CO2 e 3,5 l/100km
  • Opel Astra 1.3 CDTI ecoFLEX com 95 cv, 104 g/km CO2 e 3,9 l/100km
  • Opel Insignia 2.0 CDTI ecoFLEX com 160 cv, 129 g/km CO2 e 4,9 l/100km


A Opel tem um programa de investimentos de cerca de mil milhões de euros no desenvolvimento de novos motores menos poluentes. Os objectivos deste programa abrangem a racionalização e optimização da gama de motores, propondo, entre outras, soluções de alimentação a gás de petróleo liquefeito (GPL) e gás natural. A introdução do sistema Start/Stop é parte integrante deste programa – até à Primavera de 2012, a marca vai oferecer uma escolha de 34 combinações modelo/motor incorporando esta tecnologia, na qual se incluirão todos os Astra a gasolina e gasóleo com caixa de velocidades manual.


Na estratégia da Opel de redução do impacte ambiental da sua gama de produtos também joga um papel decisivo o novo Opel Ampera, o primeiro automóvel eléctrico que não impõe restrições ao nível da autonomia e pode ser utilizado como automóvel único num agregado familiar. Com lançamento agendado já para o final do ano em alguns mercados europeus, o Ampera possui um sistema de motorização inovador com 111 kW (150 cv) de potência. De acordo com a norma europeia ECE R101, o eléctrico’ da Opel emite menos de 40 g/km de CO2 e consome 1,6 l/100 km (dados provisórios).


Resumo da tecnologia integrada no novo Astra 1.7 CDTI ecoFLEX destinada a reduzir consumos e emissões de CO2:


  • Motor evoluído com tecnologia de combustão Clean Tech
  • Sistema Start/Stop
  • Regeneração de energia na travagem
  • Nova gestão do motor e nova gestão térmica
  • Caixa de velocidades de atrito reduzido, com seis relações optimizadas
  • Aerodinâmica revista inclui deflector activo na grelha dianteira
  • Pneus de reduzido atrito ao rolamento
  • Luzes de condução diurna de LED