Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

Um novo mundo no interior do Opel GT Concept

18/Fev/2016

  • Simbiose de homem e máquina, a par de conectividade ímpar;
  • Desenho elegante com detalhes sofisticados;
  • Sem teclas: comandos por voz e ‘touchpad’;
  • Inteligência artificial: sistema HMI consegue ‘aprender’ as preferências do condutor.
Opel GT Concept: interior visionário

O GT Concept, protótipo que a Opel vai revelar no Salão de Genebra no início de Março, impressiona pelas soluções inovadoras, tanto no exterior como no habitáculo. Para além de um desenho dinâmico apurado, o ‘concept car’ da marca alemã lança um olhar sobre o futuro dos sistemas que estarão ao serviço dos utilizadores e a forma como serão capazes de interagir com o condutor.

 

Para chegar a um ambiente desportivo requintado, os ‘designers’ encontraram soluções perfeitas para aliar características de um puro desportivo com a configuração futurista do interface homem-máquina. Os bancos ‘bacquet’ asseguram sustentação perfeita do corpo dos dois ocupantes, ao mesmo tempo que o volante e os pedais são ajustáveis eletricamente. Todas as cores e formas reforçam a sensação de espaço, que é ainda acentuada pelo tejadilho panorâmico em vidro. O fulcro do conceito deste protótipo é: homem e máquina tornam-se um só.

 

Apesar de tudo isso, nada distrai o condutor do essencial. O habitáculo é tão purista como o exterior. O tabliê do GT Concept é feito de alumínio escovado, o que, por si só, reforça visualmente o conceito de construção de baixo peso (total do automóvel é inferior a 1000 kg) ao mesmo tempo que parece flutuar diante dos ocupantes. No entanto constitui um componente estrutural decisivo entre os pilares A que suportam o para-brisas. Desta maneira, a estrutura torna-se parte integrante da forma de ‘design’. A atenção ao detalhe surge em múltiplas áreas do habitáculo. As saídas de ar nos extremos do tabliê, executadas em alumínio com o logótipo ‘GT’ gravado, integram ecrãs que recebem sinal das câmaras exteriores que substituem os retrovisores. As articulações dos cintos de segurança, em vermelho, são igualmente peças especiais que seguem o mote estilístico insinuado pelos pneus dianteiros vermelhos. Por seu turno, o desenho do volante invoca o do lendário Opel GT dos anos 1960 e 70.

Antecipar a vontade do condutor

Opel GT Concept: interior visionário

Uma das características mais evidentes deste habitáculo é o facto de não existirem teclas no tabliê. O GT Concept é operado através de voz e de um ‘touchpad’ central. E é este HMI (Human-Machine Interface) que o protótipo da Opel apresenta como revolucionário. O sistema é adaptativo e regista os comandos que são dados, ajustando-se ao utilizador e não ao contrário. Isto resulta numa espécie de diálogo em que o automóvel responde com voz agradável, escolhendo automaticamente a música certa, o percurso ou a temperatura adequada à ocasião. Este HMI da Opel é uma espécie de ‘amigo’ a bordo, capaz de perceber se deve adotar ‘hip-hop’ ou ‘chill-out’. O ‘software’ do sistema ‘aprende’ a partir de cada comando, de cada tecla premida no volante e da regulação escolhida em cada série de dias, meses e anos. Este processo é semelhante ao dos sistemas adaptativos de transmissões automáticas, que são capazes de adaptar as trocas de mudanças com base no ‘histórico’ de utilização. O HMI adaptativo constitui, por enquanto, uma abordagem superficial para demonstrar que as formas de comandar veículos estão cada vez mais próximas da ficção científica que fazia as delícias de muitos há alguns anos.

 

Os instrumentos também refletem o ambiente que se vive a bordo do GT Concept. Se o condutor teve um dia agitado e pretende apenas percorrer ‘menus’ do sistema sem dizer uma palavra, só precisa de aceder ao ‘touchpad’ redondo colocado na consola central, a partir do qual acede de forma simples a todas as funções. Os dois ecrãs do painel de instrumentos podem ser configurados de acordo com a preferência do condutor. Mas do lado esquerdo estarão sempre a velocidade e o regime do motor, enquanto o monitor do lado direito pode mostrar outras informações.

Opel GT Concept: interior visionário

Durante as deslocações durante o dia, o GT Concept pode estar sempre ligado ao escritório do utilizador. Os ecrãs formatam a informação de acordo com as necessidades, seja mostrando as indicações de navegação ou o consumo de energia, em variadas configurações. Quando o ‘temperamento’ muda, porque se aproxima o final do dia e nesta altura o condutor costuma gostar de abordar curvas de forma mais dinâmica, o automóvel ajusta automaticamente o comando do acelerador, as passagens de caixa de velocidades e a gestão eletrónica de controlo do motor em conformidade. O ecrã da direita até passa a mostrar as forças ‘G’ de aceleração e travagem.

 

O GT Concept tem capacidade de emitir avisos verbalmente, como: “Cuidado com a moto que vem atrás de nós”. Na verdade, o sistema monitoriza permanentemente o ambiente em redor do automóvel. Com isso, não se ajusta apenas às preferências do utilizador mas também às condições do exterior, com o objetivo de maximizar a segurança. Em vez de espelhos retrovisores, o GT Concept possui câmaras montadas atrás dos arcos das rodas dianteiras que captam imagens para os lados e para trás. Essas imagens são reproduzidas em ecrãs situados no tabliê.