Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

Vem aí o novo Opel Insignia:
mais leve, mais dinâmico e mais ágil

23/Nov/2016

  • Menos peso: poupança até 175 kg face ao modelo atual
  • Tabliê orientado para o condutor e posição de condução revista
  • Suspensão pilotada e sistemas de controlo com modos ‘Standard’, ‘Sport’ e ‘Tour’
  • Modo ‘Sport’ pode ser programado e tem ‘software’ capaz de “aprender”
Novo Opel Insignia

A Opel concebeu o novíssimo Insignia Grand Sport para torná-lo numa referência entre as berlinas familiares em tudo o que tem a ver com dinâmica, elevando consideravelmente os padrões deste segmento. Por comparação com o atual, o novo modelo começa por apresentar-se com redução de peso que pode ir até 175 quilogramas, dependendo das versões, o que produz efeito positivo evidente no comportamento em estrada e nas ‘performances’. O Insignia Grand Sport é 29 milímetros mais baixo que o atual. A distância entre eixos aumenta 92 mm, as vias alargam 11 mm e as projeções são consideravelmente mais curtas. Tudo isto é parte importante da configuração para obter excelente estabilidade direcional, mesmo a alta velocidade. O chassis FlexRide, com suspensão controlada eletronicamente, beneficia de novas evoluções. O sistema ajusta em permanência a pressão de funcionamento dos amortecedores, a assistência da direção e o desempenho da motorização, de forma automática ou através de modos pré-programados: ‘Standard’, ‘Sport’ e ‘Tour’. O sofisticado sistema foi exaustivamente testado no exigente circuito grande de Nürburgring, onde atualmente todos os novos Opel têm que passar nos testes finais.

 

A equipa do engenheiro-chefe do Insignia, Andreas Zipser, levou protótipos camuflados para o circuito de 21 quilómetros de extensão, famoso pelos variados tipos de curvas e transições de piso. Foi aí que pilotos de teste e engenheiros obtiveram as afinações ideais que dão ao novo topo de gama da Opel um equilíbrio dinâmico perfeito na estrada.

 

«Assim que se entra no automóvel, percebe-se que o novo Insignia foi desenvolvido a partir de uma folha em branco. O posicionamento do condutor no habitáculo é ideal, o que permite ‘sentir’ melhor o carro. O Insignia está muito mais ágil», sublinha Andreas Zipser enquanto prepara mais uma série de voltas rápidas ao Nordschleife. É ele próprio que toma o volante para perceber como a nova berlina da Opel se comporta nos limites, nomeadamente na secção denominada Pflanzgarten, um dos pontos mais exigentes da pista e, simultaneamente, dos que mais agrada aos adeptos das corridas. Zipser destaca o comportamento preciso da direção, que tem assistência variável de acordo com a velocidade, a configuração da nova posição de condução, com todos os comandos bem ao alcance, e a consola central orientada para o condutor. Registe-se que a posição mais baixa do banco do condutor é três centímetros inferior à do modelo atual.

 

A suspensão pilotada desempenha um papel importante na dinâmica do novo Insignia. No modo ‘Sport’ do chassis FlexRide, os amortecedores adotam um funcionamento mais ‘rijo’, ao mesmo tempo que a assistência da direção e o curso do acelerador são reduzidos. A gestão do Programa Eletrónico de Estabilidade (ESP) fixa a intervenção deste sistema num patamar mais alto, o que significa que efetua correções mais tarde, dando ao condutor maior liberdade para explorar os limites do automóvel. Com caixa automática, o modo ‘Sport’ programa as passagens de velocidades para rotações mais elevadas.

 

Em resumo, estes são os três modos de funcionamento do chassis FlexRide do novo Insignia Grand Sport, que podem ser ativados em qualquer altura:

 

  • “Standard”: o controlo eletrónico seleciona automaticamente a melhor afinação, baseado nas informações que recebe de vários sensores do automóvel;
  • “Tour”: é a configuração mais confortável dos sistemas de chassis, bem como a programação ideal da transmissão para favorecer consumos. Este é o modo ideal para fazer viagens descontraídas;
  • “Sport”: os amortecedores ganham maior pressão. As oscilações da carroçaria, em travagem e em curva, são consideravelmente reduzidas A direção dá melhor retorno tátil da estrada.

 

O chassis FlexRide atua eletro-hidraulicamente, adaptando os amortecedores 500 vezes por segundo, ou 30.000 vezes por minuto, às condições da estrada. O condutor pode personalizar o modo ‘Sport’ ao nível das características da direção, da resposta do acelerador e do comportamento dos amortecedores.

 

«O novo ‘software’ que gere o Módulo Central de Condução constitui o “coração” do chassis adaptativo do novo Insignia. É este módulo que analisa a informação enviada pelos sensores, sendo capaz de reconhecer os comandos e as reações do condutor. Os diferentes sistemas são, então, ajustados para otimizar o comportamento dinâmico», explica Andreas Zipser.

 

Por exemplo, se o Opel Insignia Grand Sport circula em modo ‘Standard’ e o condutor decide abordar curvas com maior acutilância, o ‘software’ reconhece a atitude mais dinâmica com base nos dados de aceleração e travagem, e muda automaticamente para o modo ‘Sport’.