Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

Autonomia superior a 400 km no novo elétrico Opel Ampera-e

13/Set/2016

  • O melhor da classe: mais 25% de autonomia face ao concorrente mais direto
  • Elevada ‘performance’: apenas 3,2 segundos de 0-50 km/h
  • Estreia mundial no Salão de Paris no final de setembro
Opel Ampera-e

O novo Opel Ampera-e vai ser o primeiro automóvel elétrico a contribuir decisivamente para erradicar de vez aquele que é o maior obstáculo à expansão da mobilidade elétrica: a ansiedade com a autonomia. De acordo com o ciclo NEDC (New European Driving Cycle) - a norma atualmente em vigor para estabelecer comparações entre diferentes veículos - o Ampera-e consegue superar por margem considerável a fasquia ‘mágica’ de 400 quilómetros de distância, sem recarregar (autonomia com tração elétrica medida de acordo com o NEDC: >400 km; valor provisório). Este resultado torna o modelo compacto da Opel no automóvel elétrico com maior autonomia neste segmento de mercado, de forma destacada. Na comparação com os concorrentes diretos verifica-se que o BMW i3, mesmo equipado com o maior conjunto de baterias com 33 kWh de capacidade, cobre apenas 300 km no ciclo NEDC, enquanto o Nissan Leaf consegue 250 km, o Renault Zoe 240 km e o VW e-Golf 190 km. Ao exibir autonomia superior em pelo menos 25% face ao seu concorrente mais próximo, o Opel Ampera-e é o grande protagonista de uma revolução na mobilidade elétrica. Naturalmente, a autonomia máxima na utilização do dia-a-dia deverá ser inferior ao valor apurado no ciclo NEDC, devido a fatores como as características da estrada, as condições meteorológicas, tipo de condução ou peso adicional transportado. Contudo, é seguro que o Ampera-e conseguirá cumprir distâncias de mais de 300 km sem necessidade de recarregar, mesmo num perfil médio de utilização despreocupada. O modelo mais recente da Opel vai ser revelado em estreia mundial no Salão de Paris, que abre ao público no próximo dia 1 de outubro.

 

«Com o Ampera-e trazemos ao mercado um automóvel elétrico que está apto para a utilização no dia-a-dia. Tem grande autonomia e será proposto a preço razoável, já a partir da primavera do próximo ano. O Ampera-e não é um modelo de ‘eco-luxo’, nem um ‘gadget’, nem um puro segundo carro. Com o Ampera-e demonstramos que a mobilidade elétrica pode chegar a mais pessoas graças a tecnologia verdadeiramente inovadora. Nós estamos a democratizar o automóvel elétrico», afirma o CEO da Opel, Karl-Thomas Neumann.

 

O Ampera-e de 4,17 metros de comprimento não chama a atenção apenas pela autonomia recordista. Oferece habitáculo espaçoso para cinco adultos e bagageira volumosa de 381 litros, claramente acima da média deste género de veículos. A volumetria invulgar deve-se à colocação dos dez módulos de baterias sob o piso e à adaptação ao formato do automóvel. Isso significa que não há desperdício de espaço. A bateria, desenvolvida em parceria com a LG Chem, consiste em 288 células de iões de lítio, alcançando uma capacidade de 60 kWh.

Prazer de condução: ‘sprint’ e recuperação de energia

Opel Ampera-e

O Opel Ampera-e garante ‘performances’ em tudo semelhantes a automóveis desportivos. O binário máximo de 360 Nm é responsável pelo temperamento enérgico, permitindo uma aceleração pura de zero a 50 km/h em apenas 3,2 segundos e recuperação de 80 a 120 km/h - que é especialmente importante em ultrapassagens - em 4,5 segundos (valores preliminares). A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 150 km/h, em benefício da autonomia geral. O débito de potência do grupo motopropulsor equivale a 150 kW, ou 204 cv.

 

O revolucionário automóvel elétrico da Opel possui um evoluído sistema de recuperação de energia que permite recarregar as baterias em andamento, bastando ao condutor aliviar a pressão no acelerador quando conduz no modo normal ‘Drive’. Nestas alturas, o sistema regenera a energia que provém do motor elétrico, o qual é capaz de funcionar igualmente como gerador. O efeito de travão do motor aumenta quando é selecionado o modo ‘Low’, incrementando também a capacidade de recuperação de energia. Para maximizar a regeneração o condutor pode utilizar uma patilha colocada atrás do volante que liga o modo ‘Regen on Demand’ enquanto estiver apertada. O efeito de travão-motor deste modo é tão forte que em muitas situações normais de tráfego o pedal de travão não necessitará de ser carregado para imobilizar o Ampera-e. Vários modelos de simulação demonstram que a condução adequada a este tipo de veículos e de tecnologia pode aumentar a autonomia em cinco por cento.

Conectividade total: Opel OnStar e integração de ‘smartphones’

Opel Ampera-e

A plena conectividade digital faz parte integrante de um conceito sustentável. O Ampera-e está equipado com as gerações mais recentes IntelliLink de informação e entretenimento, e Opel OnStar de apoio em viagem e em caso de emergência. Registe-se que o OnStar faculta um potente ‘hotspot’ Wi-Fi que pode ligar até sete dispositivos móveis à Internet (dependendo do mercado). O sistema IntelliLink, compatível com Apple CarPlay e Android Auto permitem a integração de várias funcionalidades dos ‘smartphones’ modernos, incluindo o acesso a ‘streaming’ de música e filmes.