Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

PIONEIRISMO TECNOLÓGICO DA OPEL
AVANÇA NA MOBILIDADE ELÉTRICA.

7/Out/2010

  • MeRegioMobil: visão tangível da energia do futuro;
  • Meriva eléctrico: armazenamento de energia móvel para a rede eléctrica inteligente do futuro.
Projecto MeRegioMobil

A Opel aderiu ao projecto MeRegioMobil para fazer avançar a mobilidade do futuro, tendo desenvolvido três protótipos do novo modelo Meriva com motorização eléctrica.


Cofinanciado pelo ministério alemão da Economia e da Tecnologia, este projecto de investigação tem como objectivo integrar os veículos eléctricos na rede eléctrica inteligente do futuro, que assim podem assumir a forma de unidades móveis de armazenamento de energia.


«A par de outros automóveis que a Opel apresentou noutros mercados, estes protótipos servirão para estudar a praticabilidade, a facilidade de utilização e a aceitação dos veículos eléctricos junto dos consumidores. Com a nossa participação, estamos a dar um contributo importante para a definição dos padrões europeus em matéria de infra-estrutura energética, tecnologia de economia de electricidade e comunicações de dados», afirma Rita Forst, Vice-Presidente da Opel/Vauxhall para a área da Engenharia.

Projecto MeRegioMobil

Ensaio de tecnologias de carregamento bidireccional

A Opel aproveitará o projecto MeRegioMobil para estudar novas tecnologias de carregamento inteligente passíveis de ser aplicadas em modelos futuros.

 

O Opel Meriva com motor eléctrico e bateria possui comandos electrónicos que permitem elevada flexibilidade de reabastecimento de energia eléctrica, tanto com corrente doméstica de 230 V como com corrente alternada trifásica de 400 V.

 

O sistema foi projectado para ser compatível com uma rede inteligente e a bateria pode recarregar sempre que haja electricidade económica disponibilizada por fontes renováveis como a energia eólica ou solar.

 

Inversamente, a demonstração vai explorar a capacidade do veículo para devolver energia à rede através do sistema de carregamento bidireccional, caso não esteja a ser utilizado e se o condutor assim o permitir.

 

Esta demonstração da tecnologia de carregamento bidireccional testará a viabilidade de distribuir para consumo doméstico energia armazenada em baterias de automóveis.

 

O Meriva BEV (Battery Electric Vehicle) tem um motor eléctrico que produz 60 kW (82 cv) e um binário de 215 Nm. Graças a uma capacidade total da bateria de 16 kWh, este automóvel pode atingir uma autonomia de 64 km e uma velocidade máxima de 130 km/h.

 

Os engenheiros da Opel integraram o sistema de propulsão eléctrica sem limitarem a utilização do Meriva, quer em termos de capacidade de carga ou de conforto. "Embora se pareça com o veículo de produção, o Meriva eléctrico é um puro veículo de investigação. Estamos a ensaiar o carregamento a alta tensão, em menos de uma hora, bem como os protocolos de comunicação entre o veículo e a estação de carregamento", explicou Forst.

Meriva eléctrico

Permuta de dados entre geradores, veículos, infra-estrutura e utilizadores

Sob a liderança do grupo energético EnBW, o consórcio integra ainda membros como a Opel, a Daimler, a Bosch, a SAP, a Stadtwerke Karlsruhe, o Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT) e o Instituto Fraunhofer de Investigação de Sistemas e Inovação (ISI).

 

O KIT utilizará o primeiro Meriva eléctrico, ao qual se seguirão mais duas versões, que ficarão por conta da Stadtwerke Karlsruhe e da EnBW. O KIT e o Instituto Fraunhofer de Investigação de Sistemas e Inovação construíram uma "casa inteligente" no campus sul da Universidade de Karlsruhe.

 

A área da construção, com 60 m2, está equipada com electrodomésticos habituais como um frigorífico, um fogão e máquinas de lavar louça e roupa, obtendo a sua energia a partir de painéis fotovoltaicos e de uma micro-unidade de produção combinada de calor e electricidade.

 

Enquanto unidade de armazenamento de energia, o Meriva está ligado à rede local através de um posto de carregamento.

 

«O projecto MeRegioMobil é um notável projecto de mobilidade eléctrica que nos permite - bem como aos nossos parceiros - ensaiar em tempo real, e pela primeira vez, uma gestão inteligente do carregamento bidireccional com veículos eléctricos.

 

O Opel Meriva eléctrico é um verdadeiro marco neste projecto de investigação. No futuro, poderemos armazenar energia proveniente de fontes renováveis na bateria de um veículo eléctrico e reutilizá-la, seguidamente, quando houver menos vento, por exemplo», explica Lars Walch, representante da EnBW Energy Baden-Wurttemberg AG e líder do projecto MeRegioMobil.

 

«Agora que temos o Meriva eléctrico, podemos iniciar a fase activa do projecto MeRegioMobil. Graças a esta cooperação interdisciplinar, podemos investigar as possibilidades e os desafios inerentes à ligação de um verdadeiro veículo eléctrico ao sistema de energia do laboratório de demonstração e investigação da nossa casa inteligente», afirmou o Prof. Hartmut Schmeck, porta-voz do KIT para o projecto MeRegioMobil. «A possibilidade de fornecer energia eléctrica à rede a partir do veículo é incomparável, nenhum outro veículo eléctrico consegue fazê-lo. Só é possível desenvolver e explorar o potencial do efeito estabilizador da bateria do veículo na rede eléctrica através de novos conceitos de tecnologia da informação e da comunicação inteligente.»

 

A tecnologia das comunicações desempenha um papel fundamental no projecto MeRegioMobil. Consoante a forma como pretendam utilizar o Meriva, os moradores podem distribuir a energia facilmente, por computador, entre a casa e o veículo. Isto faz com que o Meriva eléctrico tenha sempre energia suficiente para satisfazer as necessidades de transporte e possa armazenar alguma ‘energia verde’ proveniente do equipamento fotovoltaico.

 

Actualmente, as empresas fornecedoras de energia participantes no projecto estão a construir centenas de estações de carregamento na região do projecto de Baden-Württemberg. Aqui, graças às energias renováveis, os protótipos podem ser recarregados numa variedade de pontos. O objectivo desta utilização da infra-estrutura é, de igual modo, testar um novo sistema de facturação e de comunicação de dados, semelhante ao utilizado com os telemóveis. No futuro, os utilizadores dos veículos eléctricos deverão poder recarregá-los recorrendo a um qualquer fornecedor de energia, sendo-lhes emitida, neste caso, a conta do respectivo fornecedor.

Projecto MeRegioMobil

Opel aposta na mobilidade sem emissões poluentes

«O nosso contributo para o projecto MeRegioMobil insere-se na estratégia global da Opel de desenvolvimento de veículos eléctricos de uso quotidiano», adianta Rita Forst.


A Opel está empenhada em lançar uma gama de tecnologias de veículos com propulsão eléctrica e oferecer um conjunto de soluções que permita aos clientes escolher o veículo mais adequado às suas necessidades.


Com uma enorme experiência e especialização em baterias, motores eléctricos e sistemas de controlo de energia, a Opel quer oferecer as melhores opções disponíveis no mercado em termos de tecnologias de veículos eléctricos.


Uma delas será o Opel Ampera. Com uma autonomia alargada, o modelo Ampera é uma das soluções de topo da indústria para quem pretender usufruir de mobilidade eléctrica alimentada a bateria para trajectos maioritariamente pendulares e deter, mesmo assim, mais de 500 km de autonomia total. A Opel está também a colocar nas estradas de todo o mundo frotas de veículos de demonstração eléctricos a bateria, com o intuito de observar e compreender melhor os padrões da condução urbana, o carregamento das baterias, a infra-estrutura e a aceitação dos veículos eléctricos por parte de utilizadores de diversos mercados. Ao mesmo tempo, a Opel tem vindo a apostar e a investir em empresas com ideias inovadoras para impulsionar as tecnologias de nova geração em matéria de mobilidade eléctrica.


«A mobilidade eléctrica abre a porta à Opel, e a toda a indústria automóvel, para uma maior independência face aos combustíveis fósseis, oferecendo também a possibilidade de transporte sem emissões poluentes», reforça Rita Forst.

Meriva MeRegioMobil

Principais dados técnicos

Gerais


Informação & entretenimento
Sistema de CD-Navegação-Rádio com ecrã a cores de 7 polegadas e visor de informação integrado para gestão do sistema eléctrico.
Modelo
Protótipo de tracção dianteira com quatro lugares, baseado no Opel Meriva.
Chassis
Suspensão independente McPherson à frente e eixo traseiro com barra de torção; Travões de disco nas quatro rodas; Travagem regenerativa; Direcção assistida electro-hidráulica.
Rodas

Rodas e pneus
205/55R16 com baixa resistência ao rolamento
Performance

Autonomia (km)
64 (ciclo misto NEDC)
Aceleração dos 0 aos 100 km/h (s)
11
Velocidade máxima (km/h)
130 (limitada electronicamente)
Dimensões e peso

Peso em vazio (kg)
1590
Comprimento (mm)
4288
Largura (mm)
1912
Altura (mm)
1615
Sistema da bateria

Tempo de carregamento
1 h com electricidade trifásica de 400 V; 3,5 h com electricidade monofásica de 230 V.
Tipo
Iões de lítio
Capacidade energética (kWh)
16
Propulsão eléctrica

Binário (Nm)
215
Sistema

Motor assíncrono trifásico com comando electrónico e sistema planetário.

Tensão de funcionamento (V)
250-380
Potência do motor (kW)
Modo ecológico: 60 / Modo ‘Sport’: 80