Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

NOVO ASTRA GTC: DESIGN MARCANTE E DINÂMICA APURADA.

14/Dez/2011

  • Estilo atraente: coupé desportivo de dimensões compactas;
  • Chassis exclusivo: suspensão dianteira HiPerStrut de elevado desempenho em todas as versões GTC;
  • Habitáculo espaçoso, com cinco lugares, repleto de tecnologia;
  • Gama Astra GTC com três motorizações: 1.4 Turbo (140 cv) e 1.6 Turbo (180cv) a gasolina, e turbodiesel 2.0 CDTI (165 cv);
  • Gama está definida com preços a partir de 25.100 €.
Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

As formas esculpidas do novo Opel Astra GTC, de onde resultam linhas aerodinâmicas e proporções marcantes, tornam este coupé na mais avançada expressão da linguagem de design da Opel até à data. Dinamicamente, há que destacar que todas as versões do Astra GTC possuem uma configuração especial da suspensão dianteira com HiPerStrut – conjunto mola/amortecedor de elevada performance – combinada de forma ideal com o eficaz eixo traseiro composto, com articulação de Watt, patenteado pela Opel. Esta conjugação assegura uma estabilidade ímpar e ainda maior precisão no comportamento dinâmico. De forma a aumentar o prazer de condução e a segurança, o Astra possui um vasto leque de sistemas de ajuda à condução como a câmara dianteira de segunda geração Opel Eye com funcionalidades melhoradas e ampliadas, bem como o novo sistema de quarta geração do sistema AFL+ de faróis direccionais bi-xénon (Advanced Forward Lighting).

 

Ao contrário de muitas versões de três portas de modelos do segmento compacto, o GTC ocupa uma posição destacada na gama de modelos da Opel, constituindo a variante Astra com estética e comportamento dinâmico mais apurados.

 

Apesar das semelhanças com os outros Astra, o GTC é dono de um design único: não partilha qualquer elemento exterior com outros membros da família Astra, à excepção das caixas dos retrovisores exteriores e da antena. Os modelos de jantes do GTC, com medidas de 18 a 20 polegadas, são exclusivos do GTC.

Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

Design emocional assente em apenas três linhas

 

«Quisemos que o Astra GTC fosse a expressão por excelência da linguagem de design da Opel, resumida na fórmula ‘arte escultural aliada à precisão alemã’, e que espelhasse a nossa paixão pelo automóvel», refere Mark Adams, Vice-Presidente da Opel/Vauxhall para o Design. «Não quisemos, no entanto, que a emoção se sobrepusesse à funcionalidade: o Astra GTC é um automóvel engenhoso e acessível, que pode ser utilizado todos os dias.»

 

Os desenhadores da Opel exploraram ao máximo a forma do perfil do automóvel, limitando o número de linhas marcantes: apenas três são o suficiente para criar tensão e esculpir a forma do Astra GTC. A ‘lâmina’ de assinatura Opel é introduzida na mesma direcção que no Insignia – uma linha fina e bem definida desde a porta dianteira até à parte inferior do guarda-lamas traseiro – conferindo energia ao flanco da carroçaria. Uma segunda linha envolve o manípulo da porta e prolonga-se à traseira, sublinhando a atitude dinâmica do GTC ao alargar as superfícies até a um fino rebordo inferior e às largas linhas de ombros. A terceira linha, seguindo a silhueta bem definida do tejadilho, apresenta acabamento em preto brilhante e acentua o grafismo da janela, que conduz o olhar para um spoiler bem integrado.

 

A secção dianteira apresenta o típico vinco central da Opel no capôt e é marcada pelas ópticas esguias a lembrar olhos de águia. Os faróis integram luzes diurnas em cujo grafismo pontua a forma de asa. Estas ópticas ladeiam uma elegante barra cromada com o emblema Opel integrada na grelha trapezoidal que foi posicionada mais abaixo para vincar o carácter desportivo do automóvel.

 

A chamada linha de ombros é a parte que mais se destaca no Astra GTC. A proeminência desta linha confere ao GTC uma presença marcante em estrada, realçando uma postura baixa e larga. A linha proveniente do pilar C flui em direcção à traseira, curvando e fundindo-se no spoiler traseiro, que se encontra integrado na linha contínua do tejadilho, Atrás, os farolins com LED também sublinham o motivo ‘asa’.

Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

Nova configuração da suspensão dianteira

 

Muito do trabalho de desenvolvimento do chassis do Astra GTC centrou-se na integração da suspensão HiperStrut – uma estreia numa variante Astra. Esta suspensão dianteira exclusiva, semelhante à do Insignia OPC, e até aqui só disponível em carros desportivos de topo de gama, melhora o comportamento dinâmico e oferece maior precisão da direcção.

 

A suspensão HiPerStrut utiliza os mesmos pontos de ancoragem das outras versões do Astra. Todavia, permite reduzir o ângulo de pivô da direcção (‘king pin’ - inclinação do conjunto mola/amortecedor face à vertical) em 44 por cento e a distância entre a torre da suspensão e o centro da roda em 46 por cento relativamente aos modelos equipados com estruturas tradicionais McPherson. Isto contribui para reduzir as reacções da direcção ao binário que o motor aplica nas rodas - um handicap frequente em automóveis de tracção dianteira de potência elevada – transmitindo maior confiança ao condutor, já que a direccionalidade não é afectada.

 

A configuração HiPerStrut incorpora uma forquilha que sustenta o conjunto da manga de eixo, desacoplando o movimento direccional das rodas de toda a torre de suspensão. As vantagens ao nível da sensibilidade e da precisão da direcção são evidentes. A suspensão HiPerStrut reduz as variações de camber em curva nas rodas dianteiras do GTC, com ganhos consideráveis em aderência. Outro dos benefícios inerentes à introdução da suspensão HiPerStrut é o de permitir a montagem de jantes até 20 polegadas de diâmetro.

 

Por comparação com o Astra de cinco portas, a altura da carroçaria ao solo do GTC foi reduzida entre 10 a 15 mm, enquanto a distância entre eixos sofreu um aumento de 10 mm, para 2695 mm. Ambas as vias são mais largas, com 1584 mm (mais 40 mm) à frente e 1588 mm (mais 30 mm) atrás.

Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

Suspensão traseira com eixo composto de torção e paralelogramo de Watt

 

O sistema de suspensão traseira do Astra GTC combina um eixo composto de torção com articulação de Watt, tal como nas outras versões Astra. A adaptação do sistema versou o aumento da resistência ao rolamento lateral e o rebaixamento do centro de rolamento. Revelando-se mais leve e compacta que um eixo multi-link, esta configuração reduz a variação do camber das rodas e o atrito entre os componentes da suspensão, garantindo elevadíssima estabilidade lateral.

 

A estrutura Watt está ancorada no chassis, ao centro, imediatamente atrás da linha axial das rodas traseiras. O sistema consiste numa articulação central onde estão ligadas, através de rótulas, os tirantes laterais de controlo das rodas.

 

Na estrada, os tirantes do ‘link’ Watt mantêm um controlo rigoroso das rodas ao longo do curso da suspensão, resistindo com grande eficácia às cargas laterais e aos impactes provocados pelo piso. Graças à acção do pivô e das barras, quando é aplicada uma força a qualquer das rodas traseiras, é aplicada simultaneamente à outra roda uma força igual na direcção oposta. Isto previne eficazmente qualquer movimento lateral do eixo. Este sistema absorve cerca de 80 por cento de todas as cargas laterais na suspensão traseira.

 

Uma vantagem adicional do ‘link’ Watt reside no facto de este reduzir as cargas nos pontos de apoio do eixo de torção, permitindo assim a utilização de casquilhos mais macios. É por essa razão que o conforto da suspensão e o isolamento de ruídos apresentam grandes melhorias. Por último, mas não menos importante, a articulação Watt permite ainda criar uma melhor configuração da geometria dos braços longitudinais de controlo da suspensão.

 

O chassis do Astra GTC foi concebido para integrar na perfeição o sistema FlexRide de controlo electrónico da suspensão. Este sistema melhora o conforto, o comportamento em estrada e favorece uma melhor resposta da direcção ao adaptar-se automaticamente às condições do piso, à velocidade em curva, aos movimentos da carroçaria e ao tipo de condução adoptado. O maior equilíbrio do automóvel contribui também para uma maior segurança em situações de emergência. O sistema FlexRide permite que o condutor opte por três modos de funcionamento diferentes, facultando uma alteração do carácter da suspensão, bastando para tal premir apenas uma tecla na consola. Os modos de funcionamento são o “Standard” automático, o “Tour” mais orientado para o conforto ou o modo “Sport” mais dinâmico.

Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

Resposta directa da direcção transmite elevado grau de confiança

 

Precisão, sensibilidade e confiança; estas foram as premissas da concepção da direcção específica para o Astra GTC. A facilidade de utilização a baixas velocidades evolui de forma progressiva para um esforço superior a velocidades mais elevadas. Esta característica constituiu outro dos desafios na génese deste novo modelo. Graças ao sistema de pinhão e cremalheira, com assistência variável de acordo com a velocidade, o Astra GTC proporciona ao condutor maior sensibilidade na direcção. O motor eléctrico de assistência da direcção deixa de estar instalado na base da coluna de direcção para estar agora montado directamente na barra de direcção.

 

A utilização da direcção assistida eléctrica (EPS) trouxe os benefícios já conhecidos de outros modelos da gama Opel. A baixas velocidades, o índice de assistência aumenta de forma a minimizar o esforço a aplicar no volante, reduzindo-se progressivamente com a velocidade para oferecer ao condutor uma maior sensibilidade relativamente à posição das rodas, entre outros parâmetros. A assistência eléctrica da direcção só fica activa quando solicitada, dispensando o funcionamento constante de uma bomba servo hidráulica. Desta forma, os consumos de energia são optimizados e reduz-se o gasto de combustível.

Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

Desportivo compacto com economia reforçada

 

No mercado português, a gama Astra GTC é formada por três opções de motorização – duas a gasolina e uma unidade turbodiesel – num leque de potências entre 140 e 180 cv. Na Primavera de 2012 junta-se o 1.7 CDTI de 130 cv, equipado com tecnologia Start/Stop, destacando-se pela elevada eficiência. A versão de alta performance OPC, com 280 cv, será igualmente lançada em 2012.

 

A motorização turbodiesel 2.0 CDTI, equipada com injecção common-rail de alta pressão, filtro de partículas e caixa manual de seis velocidades, vê a sua potência ser aumentada, passando agora a disponibilizar 165 cv. A combinação de elevadas performances com economia de combustível surge reforçada pela inclusão da tecnologia Start/Stop, que permite uma redução sensível nos consumos, especialmente no trânsito urbano. Capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos, graças ao binário de 380 Nm com função Overboost , e de atingir 210 km/h de velocidade máxima, o Astra GTC 2.0 CDTI consome apenas 4.8 l/100 km e emite 127 g/km de CO2. O depósito de combustível de 56 litros de capacidade confere-lhe autonomia até 1100 km.

 

O sistema Start/Stop faz também parte da motorização 1.4 a gasolina. Esta variante dotada de turbocompressor, com 140 cv de potência, disponibiliza um binário de 200 Nm e apresenta valores consumos e emissões de 5,9 l/100 km e 139 g/km de CO2. A versão 1.6 Turbo coroa actualmente a proposta de motores a gasolina, com 180 cv de potência e 220 km/h de velocidade máxima.

 

Associada aos motores 1.4 Turbo a gasolina e 2.0 CDTI turbodiesel surgirá no início de 2012 a opção caixa automática de seis velocidades.

Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

Nova câmara Opel Eye na vanguarda dos sistemas de auxílio à condução

 

O novo Astra GTC coloca-se na vanguarda dos sistemas de auxílio à condução. O sistema de câmara dianteira Opel Eye de segunda geração possui funcionalidades melhoradas e ampliadas. A função de reconhecimento de sinais de trânsito Traffic Sign Recognition está agora apta a identificar mais sinais utilizados na União Europeia, tendo sido incluída a capacidade de reconhecimento de sinais rectangulares existentes, por exemplo, em auto-estradas ou zonas com restrições de tráfego. Embora o sistema continue a estar dotado com a já conhecida função de aviso da saída de faixa, Lane Departure Warning, a câmara também é compatível com a nova função de indicação da distância para o automóvel da frente, Following Distance Indication, que informa visualmente o condutor sobre a distância que o separa do veículo da frente.

 

O novo Astra GTC também conta com o sistema de faróis direccionais bi-xénon Advanced Forward Lighting de quarta geração (AFL+). Para além das nove funções do conhecido AFL+, que incluem a comutação automática entre as luzes de médios e máximos, o novo sistema é reforçado por um dispositivo de regulação inteligente do alcance dos faróis, Intelligent Light Ranging, que se serve da câmara dianteira Opel Eye para medir a distância em relação ao veículo da frente e ajustar o padrão e a altura das luzes de médios. Isto permite optimizar continuamente a iluminação sem encandear os outros condutores. Com estas dez funções, o Astra GTC oferece o melhor e mais completo sistema de iluminação do segmento.

Novo Opel Astra GTC: design marcante e dinâmica apurada

Design elegante sem perder de vista a funcionalidade

 

O Astra GTC não compromete a funcionalidade, apesar do formato coupé. Instala cinco pessoas no habitáculo e a versátil bagageira tem capacidade de 370 a 1235 litros – mais 200 litros que os outros modelos do segmento. A capacidade para arrumação no habitáculo beneficiou de um aumento de 50 por cento em relação à anterior geração GTC, graças também ao travão de estacionamento eléctrico que liberta espaço na consola central, precisamente onde o acesso à arrumação é mais fácil.

 

O design do habitáculo de elevada qualidade do Astra GTC alia formas esculpidas e linhas dinâmicas, com novos tecidos e cores a realçarem um ambiente mais desportivo. O volante desportivo, melhorado na zona de manipulação mais habitual, sublinha também o carácter dinâmico do GTC.

 

Para ir ao encontro de pessoas de todas as estaturas, os bancos dianteiros do Astra GTC oferecem o mais vasto leque de ajustes do segmento. Os bancos ergonómicos dianteiros certificados pelos peritos independentes em ergonomia da AGR (Aktion Gesunder Rücken), disponíveis como opção, possuem regulações em oito vias, regulação lombar de quatro vias e extensão na extremidade para apoio das pernas.