Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

NOVO ASTRA BITURBO:
O ASTRA A GASÓLEO MAIS POTENTE DE SEMPRE.

1/Ago/2012

  • Gama Astra vai contar com o novo motor 2.0 BiTurbo CDTI de 195 cv e 400 Nm;
  • Velocidade máxima de 226 km/h; consumo de apenas 4,9 l/100 km;
  • Disponível nas variantes de 5 portas, coupé de 3 portas e carrinha Sports Tourer;
  • Visual apurado sublinha o desempenho dinâmico;
  • Sobrealimentação com duas turbinas em sequência e dois intercoolers.
Gama Opel Astra BiTurbo

A gama Opel Astra vai ser alargada com um novo turbodiesel de envergadura inédita.

 

O motor de quatro cilindros 2.0 BiTurbo CDTI, que debita uma potência de 195 cv e 400 Nm de binário, estará disponível, à saída da fábrica, em três variantes de carroçaria: 5 portas, 3 portas (GTC) e station wagon (Sports Tourer).

 

A Opel é a única marca no mercado a oferecer uma escolha tão alargada de alta performance Diesel no segmento dos automóveis compactos.

 

O novo Opel Astra BiTurbo CDTI consegue alcançar a velocidade de 226 km/h, tornando-se no Astra a gasóleo mais rápido de sempre (Sports Tourer: 222 km/h; GTC: 223 km/h).

 

A dinâmica referencial é acompanhada de eficiência no que diz respeito à relação entre prestações e consumo. Dotado de tecnologia Start/Stop, que é equipamento de série em todos os Astra BiTurbo, o GTC requer apenas 4,9 litros de gasóleo a cada 100 quilómetros (5 portas e Sports Tourer: 5,1 l/100). As emissões fixam-se no baixo patamar de 129 g/km (134 g/km para o 5 portas e a carrinha).

 

Lançado no início de 2012 no topo de gama Insignia, o potente motor BiTurbo de 195 cv destaca-se pela tecnologia inovadora ao nível da sobrealimentação, utilizando duas turbinas de dimensões diferentes, que funcionam em sequência, e possuindo cada uma o seu próprio permutador de calor (intercooler).

 

As versões Astra turbodiesel de elevada performance poderão ser encomendadas a partir do outono.

Novo Opel Astra 5 portas BiTurbo

Aceleração progressiva sem atraso do turbo

O sistema de sobrealimentação do Astra BiTurbo foi desenhado para permitir que as duas turbinas funcionem separadamente ou em conjunto, consoante a carga do motor.

 

A baixas rotações, o turbo de menores dimensões consegue ganhar rotação muito rapidamente.

 

Assim, o motor responde prontamente a qualquer solicitação do acelerador, sem que se manifeste atraso do turbo (turbo lag). Logo às 1250 rpm, o condutor dispõe de um binário de 320 Nm, o que representa 80 por cento do valor máximo de 400 Nm debitado pelo motor. Sublinhe-se que o binário máximo está continuamente disponível entre as 1750 e as 2500 rpm.

 

Na gama intermédia de regimes, o sistema coloca em funcionamento ambas as turbinas, com o turbo maior, que funciona a pressões mais baixas, a comprimir primeiro o ar de admissão e o turbocompressor mais pequeno a completar a compressão.

 

Uma válvula bypass envia continuamente uma parte do fluxo de escape para o turbocompressor maior. Ganhando pressão nos regimes de aproximadamente 2500 a 3000 rpm, a turbina grande assume progressivamente o ‘comando’. Na verdade, a partir das 3000 rpm, passa a trabalhar sozinha. É utilizada nos regimes de carga e rotação superiores, podendo lidar com cargas exigentes. Isto assegura excelente performance do motor também nos regimes mais elevados.

Novo Opel Astra GTC BiTurbo

A tónica no desenvolvimento do motor 2.0 BiTurbo CDTI foi colocada em assegurar rápida formação de pressão do ar de admissão em baixos regimes de rotação, conferindo ao motor uma rapidez de reposta acrescida nos regimes intermédios.

 

A admissão de ar é ajustada permanentemente de acordo com o regime de rotações e distribuída variavelmente pelos dois turbocompressores.

 

Nas rotações mais baixas, o facto de existir um intercooler independente ligado à turbina mais pequena significa que o ar pode seguir um caminho mais curto e mais direto para a câmara de combustão. A turbina de maiores dimensões possui também o seu próprio permutador de calor, de maior capacidade.

 

Uma vez que o compartimento de motor do Astra é diferente do do Insignia, os engenheiros encontraram novas soluções para a montagem do sistema de sobrealimentação. O módulo dos intercoolers é único, possuindo canais separados para cada turbocompressor. Esta configuração mais compacta difere do desenho do Insignia, onde os dois permutadores estão montados em locais distintos. Ambos os intercoolers são do tipo ar/ar.

Novo Opel Astra Sports Tourer BiTurbo

Design mais dinâmico reflete prestações elevadas

As variantes Diesel de alta performance do Astra, tanto de 5 portas como a Sports Tourer e o GTC, recebem um visual mais dinâmico adaptado a cada uma.

 

Na grelha superior, que assume um formato semelhante ao do Astra GTC, a barra que sustenta o logótipo do relâmpago da Opel é pintada na cor da carroçaria. No hatchback e na carrinha, essa barra tem agora uma forma de asa.

 

A grelha inferior, através da qual se processa grande parte da admissão de ar, possui um novo desenho mais tridimensional.

 

Outros detalhes como as molduras dos vidros, o pára-choques traseiro mais volumoso e as duas saídas de escape marcam a diferença para as restantes versões Astra.

 

No habitáculo, o Astra BiTurbo apresenta forros específicos com costuras contrastantes, disponibilizando diversas opções de conjugação de cores e materiais. O volante possui base plana. O objetivo foi vincar um ambiente desportivo sem, no entanto, perder a sobriedade característica do modelo Astra.

Novo Opel Astra GTC BiTurbo

Novo BiTurbo beneficia de vasta oferta de tecnologia do Astra

O Astra BiTurbo também integra muitas soluções tecnológicas que a Opel oferece na gama Astra, tanto no capítulo da segurança como do conforto.

 

Estas tecnologias pertencem a um patamar superior e estão normalmente disponíveis apenas em segmentos acima dos automóveis compactos.

 

Os novos sistemas de câmara dianteira Opel Eye com reconhecimento de sinais de trânsito (TSA II, de segunda geração), de aviso de saída involuntária da faixa de rodagem (LDW), de indicação de distância do veículo da frente (FDI) e de alerta de colisão dianteira (FCA) podem fazer parte do equipamento dos Astra BiTurbo.

 

A câmara traseira de ajuda ao estacionamento está disponível nas variantes de 5 portas e Sports Tourer.

 

Estes novos dispositivos complementam outros que já faziam parte das opções na gama Astra, e que, ou continuam a ser exclusivos, ou raramente se encontram em produtos deste segmento.

 

Entre estes está a mais recente geração de faróis direcionais adaptativos AFL+, com lâmpadas bi-xénon e uma série de sofisticadas funções, desde a comutação automática entre máximos e médios, as luzes de curva e cruzamento, e a variação automática dos feixes de luz de acordo com as condições de condução, incluindo as meteorológicas.

Novo Opel Astra GTC BiTurbo

Suspensão FlexRide com controlo eletrónico; GTC com HiPerStruts

A dinâmica das versões Astra BiTurbo foi melhorada graças a novos casquilhos de suspensão, altura ao solo reduzida, molas com maior tensão e um novo eixo traseiro com maior resistência à torção.

 

Um dos sistemas sofisticados da gama Astra é a suspensão FlexRide com controlo eletrónico, que ajusta o amortecimento em tempo real em face das condições da estrada e do tipo de condução adotado. O sistema possui três padrões pré-programados: Standard, Tour e Sport. Os parâmetros de funcionamento foram adaptados de acordo com as exigências mais elevadas em termos de performances e dinâmica.

 

Tal como todos os Astra GTC e OPC, o Astra GTC BiTurbo tem suspensão dianteira HiPerStrut (High Performance Struts) que aumenta a capacidade do automóvel nos domínios da tração e do comportamento em curva, ao mesmo tempo que reduz o efeito do binário do motor na direção.

 

O conforto pode ser maximizado com a opção de bancos dianteiros ergonómicos com a certificação AGR.

 

Outro elemento da lista de equipamento opcional suscetível de modificar consideravelmente a experiência de condução é o pára-brisas panorâmico do Astra GTC. Este grande vidro, patenteado pela Opel, estende-se do topo do capô do motor até ao meio do tejadilho, proporcionando uma visibilidade inigualável.