Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

OPEL LANÇA CORSA FLEXFUEL
E ENTRA NO MERCADO GPL.

27/Dez/2012

  • Variante Corsa de cinco portas, com versões City e ‘Go!’;
  • Poupança de 40 por cento em despesas com combustível;
  • Instalação GPL de fábrica: garantia Opel (dois anos, sem limite de quilómetros) e intervalos de manutenção alargados (30.000 km ou um ano).
Corsa Flex Fuel

A Opel vai iniciar já em Janeiro a comercialização do modelo Corsa FlexFuel alimentado a gás de petróleo liquefeito (GPL). O sistema GPL faz parte dos componentes montados na fábrica e é instalado a par do sistema de alimentação a gasolina. O Corsa FlexFuel pode funcionar alternativamente a GPL ou a gasolina, consoante a vontade do condutor, oferecendo uma autonomia total que consegue ultrapassar 1200 quilómetros.

 

Com um custo por litro que é quase 50 por cento inferior ao da gasolina, o GPL constitui uma alternativa mais económica e apresenta vantagens do ponto de vista ambiental com redução de cerca de 15 por cento de emissões de CO2 e ausência de emissões de óxidos de azoto e de partículas.

 

O Corsa Flex Fuel está equipado com um motor 1.2 de quatro cilindros e 16 válvulas, que debita 85 cv de potência (83 cv em funcionamento com GPL), emitindo apenas 115 gramas de CO2 por quilómetro. O depósito de gás, com um volume total de 42 litros, tem capacidade para 29,2 litros de gás liquefeito, o que garante uma autonomia superior a 400 quilómetros. Quando se esgota este combustível, o sistema comuta automaticamente para a alimentação a gasolina. O motor 1.2 do Corsa FlexFuel está certificado de acordo com a mais exigente norma Euro 5. Os propulsores modernos FlexFuel usufruem da injeção de combustível seletiva em cada cilindro para oferecerem desempenhos equivalentes no funcionamento com qualquer dos dois combustíveis. Para compensar a menor capacidade de lubrificação do gás, o motor do Corsa possui válvulas, e respetivas sedes, endurecidas, dispensando o recurso a aditivos.

O GPL, ou auto gás, é essencialmente uma mistura de gás propano e butano, mantida em estado líquido à temperatura ambiente através de pressão moderada. O preço por litro deste combustível é cerca de metade do da gasolina. Mesmo atendendo a que o consumo é ligeiramente superior quando o motor funciona a gás, a utilização do Corsa FlexFuel com GPL representa uma poupança real de cerca de 40 por cento.

 

O sistema GPL da Opel possui completos sistemas de segurança e passou em exigentes testes, incluindo de colisão. Os componentes estão perfeitamente integrados na estrutura de segurança do automóvel, pelo que o Corsa FlexFuel não faz qualquer cedência neste capítulo por comparação com as restantes versões Corsa.

 

Com o duplo sistema de alimentação GPL/gasolina instalado de fábrica, a Opel oferece no Corsa FlexFuel a garantia de dois anos sem limite de quilometragem para a mecânica e intervalos de manutenção de 30.000 quilómetros (ou um ano), exatamente nos mesmos termos da restante gama de modelos.

Corsa Flex Fuel

O Opel Corsa FlexFuel estreia-se no mercado português em Janeiro e estará disponível em duas versões, City e ‘Go!’, ambas com carroçaria de cinco portas. Tal como em todos os Corsa, o equipamento de série inclui ar condicionado, rádio-leitor de CDs, vidros elétricos à frente, fecho centralizado de portas, airbag duplo frontal e airbags laterais, entre muitos outros. A versão ‘Go!’ oferece também de série o sistema de informação e entretenimento ‘Touch&Connect’, com ecrã táctil e sistema de navegação.

 

Os preços do Corsa FlexFuel iniciam-se em 15.950 euros. Este novo modelo beneficia de uma promoção de lançamento no valor de 1600 euros. Tal como para toda a gama Corsa, a Opel oferece uma valorização de 2000 euros da retoma de um automóvel com mais de oito anos.