Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

Novo Opel Meriva estreia no Salão de Bruxelas.

14/Jan/2014

  • Estrela dos monovolumes utilitários recebe design atualizado;
  • Gama passa a incluir turbodiesel 1.6 CDTI da nova geração de motores da Opel;
  • Primeiro monovolume com emissões de CO2 inferiores a 100 g/km e consumo médio de gasóleo de apenas 3,8 l/100 km;
  • Motores a gasolina e novo 1.6 CDTI certificados de acordo com a norma Euro 6;
  • Integração de funções de telefones inteligentes no automóvel graças ao novo sistema de informação e entretenimento IntelliLink;
  • Versatilidade e ergonomia inigualáveis são a chave do sucesso do Meriva;
  • Equipamento de série mais completo;
  • Relatórios de entidades independentes apontam o Meriva como líder incontestado em qualidade e satisfação do utilizador.
Novo Opel Meriva estreia no Salão de Bruxelas

A nova série do monovolume utilitário Opel Meriva está mais eficiente, mais atrativa e mais funcional do que nunca. O modelo é apresentado ao público no Salão Automóvel de Bruxelas, no próximo dia 16 de Janeiro.

 

Além da invulgar versatilidade, o novo Meriva destaca-se agora também pelo design atualizado e pelas linhas mais marcadas, bem como por novas tecnologias que vêm aumentar o conforto e a eficiência.

 

O monovolume da Opel estreia o turbodiesel 1.6 CDTI pertencente à nova geração de motores da marca. Todas as motorizações a gasolina e o 1.6 CDTI estão certificadas de acordo com a norma Euro 6. O novo Meriva 1.6 CDTI surgirá em duas versões, com 136 cv e 110 cv de potência. Nesta última, o consumo médio de combustível situa-se em 3,8 l/100 km. Além disso, pela primeira vez num monovolume a gasolina ou a gasóleo, as emissões de CO2 ficam abaixo dos 100 g, mais exatamente nos 99 g/km.

 

As novas caixas de velocidades permitem mudanças mais suaves e precisas, e a nova geração de informação e entretenimento IntelliLink, mais rápida e funcional, permite integrar diversas funções de telefones inteligentes, respondendo através dos comandos do automóvel.

 

A primeira geração Opel Meriva, lançada em 2003, foi a criadora do segmento dos monovolumes utilitários e fixou o padrão daquilo que viria a ser a real massificação da versatilidade. Em 2010, a segunda geração Meriva elevou este padrão de forma significativa, com um conjunto de sistemas e equipamentos inovadores que vieram melhorar tanto a versatilidade como a ergonomia: o sistema de portas FlexDoors de abertura antagónica (portas traseiras com dobradiças posteriores), para facilitar o acesso ao habitáculo, o sistema de disposição dos bancos traseiros FlexSpace, os bancos dianteiros ergonómicos e o sistema FlexFix para transporte de bicicletas (um exclusivo da Opel), totalmente integrado na secção traseira do Meriva. Tudo isto faz do atual Meriva o expoente máximo da ergonomia, título que foi atribuído por especialistas em ergonomia pertencentes à associação independente AGR.

 

Da mesma forma, o Meriva afirma-se claramente como referência em termos de qualidade e satisfação dos clientes e utilizadores. Publicado em dezembro de 2013, o novo relatório da TÜV para 2014, baseado em inspeções a cerca de 8 milhões de veículos usados de todos os tipos e marcas, revela que o Opel Meriva é o automóvel com a menor taxa de avarias e defeitos. Na categoria dos “veículos de dois a três anos”, na qual se inserem basicamente todos os Meriva da segunda geração inspecionados pela TÜV, o pequeno monovolume superou todos os modelos da Mazda, Toyota, Porsche, BMW e Audi, destacando-se globalmente como o veículo «de melhor qualidade» de entre todos os automóveis de passageiros inspecionados na Alemanha, feito que lhe valeu a atribuição do Certificado de Ouro da TÜV. Mas, para além dos peritos da TÜV, também os utilizadores elogiam o Meriva. De acordo com o índice de satisfação dos proprietários de veículos, baseado num inquérito à satisfação do cliente realizado pela J.D. Power, o Meriva está no primeiro lugar da tabela com uma impressionante taxa de aprovação de 80,6 por cento. Este resultado é particularmente significativo, visto que a organização de estudos de mercado J.D. Power and Associates mede a satisfação dos proprietários que conduziram um modelo durante um período médio de dois anos, com a correspondente experiência prática do veículo.

 

«O novo Meriva está melhor do que nunca», afirma Peter Christian Küspert, Vice-Presidente da Opel para as Vendas e Pós-Venda. «O nosso Meriva fixou referenciais de ergonomia, versatilidade economicamente acessível e qualidade neste segmento, se não mesmo na própria indústria. No geral, oferece agora ainda mais: nova gama de motores Euro 6, incluindo o motor 1.6 CDTI da última geração, que é o mais silencioso da sua classe; novas caixas de velocidades, com mudanças mais suaves e precisas; e um sistema de infoentretenimento IntelliLink da nova geração. Vamos posicionar o novo Meriva no mercado de forma ainda mais competitiva, reforçando a relação qualidade/preço».

Design renovado e atualizado com pormenores simples e elementos cromados

Novo Opel Meriva estreia no Salão de Bruxelas

O novo Meriva apresenta variadas melhorias que realçam a qualidade visual dos seus principais elementos, dando e este monovolume uma aparência mais refinada.

 

A secção dianteira surge agora definida por uma nova grelha com mais detalhes cromados e pelos contornos cromados em torno das luzes de nevoeiro. Os faróis, com um novo desenho interno em formato de ‘olho de águia’, emolduram a grelha. As luzes diurnas são agora em LED, gerando um visual mais moderno, feito de linhas bem vincadas.

 

De perfil, sobressai o friso cromado que destaca o desenho ondulado da linha de cintura e o respetivo efeito que realça o vidro traseiro e aumenta a visibilidade das crianças pequenas sentadas nos bancos traseiros. Esta característica, tal como os puxadores das portas posicionados ao centro, são parte integrante das inovadoras FlexDoors, as portas de abertura antagónica (portas traseiras com dobradiças posteriores) que facilitam enormemente entradas e saídas do habitáculo.

 

O caráter elegante da traseira adquire um novo toque de classe com grupos óticos com luzes LED, cujo novo desenho faz sobressair a qualidade.

 

O novo Meriva possui também novas jantes de 17 e 18 polegadas de diâmetro. Registe-se que o Meriva continua a ser o único monovolume utilitário com jantes de 18 polegadas, o que coloca este Opel num patamar acima dos seus concorrentes também em matéria de dinâmica. Estão disponíveis doze cores, entre as quais um novo verde‑esmeralda com ‘efeito pérola’ e um novo amarelo.

Novo turbodiesel 1.6 CDTI também no Meriva

Novo Opel Meriva estreia no Salão de Bruxelas

Um dos maiores destaques da renovação que a Opel operou no Meriva é a inclusão na gama do motor turbodiesel 1.6 CDTI da novíssima geração de motorizações com que a marca está a renovar a maior parte da sua oferta. Sublinhe-se que todos os propulsores que equipam o novo Meriva, a gasolina e a GPL, bem como o novo turbodiesel, já cumprem a norma de emissões Euro 6, que entrará em vigor em setembro de 2015.

 

A estrela da gama é, sem dúvida, o 1.6 CDTI da nova geração, que fez a sua estreia no Zafira Tourer há poucos meses. Este motor destaca-se pelo baixo consumo e pelo baixo nível de emissões, bem como pelo funcionamento notavelmente suave e por níveis de ruído e vibrações excecionalmente baixos. O mais recente motor turbodiesel da Opel é tão-só o mais silencioso da sua classe, altamente sofisticado, todo construído em alumínio, e dotado do mais evoluído sistema de injeção direta common‑rail.

 

A primeira versão 1.6 CDTI que o novo Meriva vai receber debita 136 cv de potência, consome uma média de apenas 4,4 l de gasóleo a cada 100 km e emite 116 g/km de CO2, conseguindo assim um ganho de eficiência de 10 por cento face ao anterior motor 1.7 CDTI de 130 cv (que consumia 4,9 l e emitia 129 g de CO2). Estes valores tornaram-se possíveis graças à conceção moderna, a qual permite, por exemplo, que o motor 1.6 CDTI registe os níveis de atrito mais reduzidos da sua classe entre as 1500 e 2500 rpm. Além disso, o novo motor 1.6 CDTI debita um binário máximo de 320 Nm (mais 7 por cento face ao 1.7 CDTI) às 2000 rpm.

 

A Opel planeia lançar em breve novas versões deste motor, incluindo duas unidades com patamar de potência situado em 110 cv. Uma dessas unidades sobressairá pelo baixo consumo médio de combustível, de apenas 3,8 l/100 km, e pelas emissões de 99 g de CO2 por quilómetro, valor que torna o Meriva no primeiro monovolume a gasolina ou a gasóleo com um valor de emissões inferior a 100 gramas.

 

As caixas de velocidades do novo Meriva recebem novas evoluções graças a um investimento de 50 milhões de euros efetuado pela Opel na otimização das suas caixas de cinco e seis velocidades. As múltiplas alterações introduzidas nos componentes e nos mecanismos de troca de mudanças, bem como a integração no veículo, garantem uma melhoria substancial da operação da caixa em termos de suavidade e precisão. As novas caixas manuais de baixo atrito - que equipam de série todos os motores Diesel, a gasolina e a GPL - proporcionam maior nível de conforto e precisão no manuseamento. A Opel disponibiliza ainda uma caixa automática de seis velocidades de baixo atrito para acompanhar as versões de 120 cv e 140 cv do motor 1.4 Turbo a gasolina, bem como da variante menos potente do novo 1.6 CDTI.

Novo sistema de informação e entretenimento IntelliLink da nova geração

Novo Opel Meriva estreia no Salão de Bruxelas

O novo Meriva passa a oferecer um sistema de informação & entretenimento IntelliLink da mais recente geração, permitindo a integração de várias funções de ‘smartphones’ nos comandos do veículo. O grande monitor a cores de sete polegadas, de alta definição, constitui-se como uma nova ‘interface’ com os grafismos do IntelliLink, facilitando a leitura e tornando a utilização mais rápida e simples. O sistema possui conectividade de telefone mãos‑livres e de transmissão de áudio (audio streaming) via Bluetooth, bem como conectividade suplementar via dispositivos USB.

 

O sistema IntelliLink do novo Meriva vem de série com um leitor de CD. Em ambas as versões Navi 650 e Navi 950, a função de navegação é oferecida no IntelliLink, revelando-se extremamente precisa e rápida no cálculo de itinerários e nas operações de ampliação e redução da imagem, e permitindo introduzir facilmente os destinos através do reconhecimento de voz (basta pedir a entrada na navegação e enunciar o endereço numa única frase), algo que já era possível também no sistema do novo Insignia.

 

O Navi 950 disponibiliza dados cartográficos bastante completos de toda a Europa, permitindo ainda a atualização dos mapas através do descarregamento de dados via Internet, através de dispositivos USB. Além do comando por voz das funções principais, o sistema IntelliLink do novo Meriva consegue integrar comandos por voz oriundos de telefones inteligentes como, por exemplo, o sistema Siri dos dispositivos Apple iOS (iPhone, iPod touch, iPad). Isto permite que os condutores não deixem de ter atenção à estrada enquanto ordenam a leitura de mensagens curtas, tais como respostas a vários tipos de perguntas ou pedidos de informação.

 

Todos os modelos de infoentretenimento do novo Meriva – rádio CD 400, rádio CD 600, bem como os sistemas com navegação Navi 650 e Navi 950 – oferecem também melhor qualidade de reprodução sonora.

Abrangente conceito de versatilidade e ergonomia é base do sucesso do Meriva

Novo Opel Meriva estreia no Salão de Bruxelas

Apesar da entrada de novos concorrentes no segmento, o Opel Meriva permanece imbatível na oferta de versatilidade, ergonomia e conforto. A faixa de clientes do Meriva é constituída maioritariamente por famílias jovens, mães e aposentados, sendo que todos afirmam dar grande importância a qualidades como a grande versatilidade e o nível superior de conforto deste Opel.

 

O Meriva é o primeiro e único automóvel do mundo certificado pelo seu conceito ergonómico geral. Em 2010, os especialistas em ergonomia da agência independente AGR (Aktion Gesunder Rücken e.V.) atribuíram ao Meriva o muito cobiçado selo de qualidade pelo facto de o pequeno monovolume garantir níveis superiores de ergonomia e de conforto no que diz respeito à zona lombar dos ocupantes. A certificação baseia-se nas quatro inovações principais e exclusivas do Meriva: o sistema variável FlexSpace de organização dos bancos traseiros; o sistema FlexDoors, que permite uma abertura ampla (a um ângulo de 84 graus) de todas as portas e que, com as suas portas traseiras com dobradiças posteriores e pegas bem colocadas nos pilares B, torna as entradas e saídas do veículo muito mais fáceis e confortáveis; os bancos dianteiros ergonómicos, com variadas opções de regulação; e o porta-bicicletas integrado FlexFix simples de operar, como uma gaveta. Todos estes equipamentos continuam a justificar a liderança do Meriva nos capítulos da versatilidade e da ergonomia.

Mais equipamentos centrados na segurança e no conforto

Novo Opel Meriva estreia no Salão de Bruxelas

A segurança de todos os passageiros do Opel Meriva é garantida através de uma série de sistemas sincronizados de segurança ativa e passiva. No que respeita à segurança ativa, o sistema AFL de luzes de halogénio oferece luzes de cruzamento a 90º e feixes direcionais que se ajustam automaticamente de acordo com a velocidade do automóvel.

 

Vários outros sistemas auxiliares reforçam a segurança e reduzem a pressão sobre o condutor, que vão desde o sensor de chuva, que liga automaticamente o limpa-pára-brisas e comanda a frequência em função da quantidade de precipitação e da velocidade do veículo, até ao espelho retrovisor interior com função antiencandeamento automática para impedir a ofuscação causada pelas luzes dos veículos que seguem atrás.

 

Os sistemas de segurança passiva, todos de série, incluem seis ‘airbags’ colocados à frente, atrás e de ambos os lados do habitáculo, bem como um sistema de libertação dos pedais (PRS) que liberta os pedais dos travões e da embraiagem da sua posição fixa, reduzindo assim o risco de lesões no espaço para as pernas. Os cintos de segurança dianteiros têm tensores duplos, com limitação de esforço, que maximizam a proteção dos passageiros mantendo-os na posição mais segura em caso de acidente.

 

No que toca a equipamentos de conforto do Opel Meriva, há vários destaques a mencionar. O habitáculo espaçoso permite libertar espaço entre os bancos dianteiros para integrar o inovador – e parcialmente renovado - sistema de arrumação FlexRail, que consiste em três níveis de arrumação reguláveis, com tabuleiros e compartimentos colocados mesmo à mão dos passageiros da frente. Por outro lado, o travão de estacionamento elétrico – único nesta classe de veículos e disponível como equipamento de série – revela-se igualmente conveniente. O sistema de assistência ao arranque em planos inclinados recorre aos travões para imobilizar o Meriva durante cerca de dois segundos, dando tempo ao condutor para engrenar a primeira velocidade ou a marcha-atrás e levantar a embraiagem.

 

Para proteger os passageiros mais pequenos sentados nos lugares traseiros, o novo Meriva está equipado com fixações ISOFIX e pontos de fixação para tirantes TOP TETHER nos dois bancos exteriores, que melhoram a segurança e a facilidade de instalação. O tirante TOP TETHER liga a parte superior da cadeira de criança a um ponto de fixação colocado nas costas do banco do veículo.

 

Conforto superior pode ainda ser assegurado por um sistema de assistência ao estacionamento, que facilita as manobras graças a sensores colocados à frente e na retaguarda ou só na retaguarda. O novo Meriva tem agora disponível uma câmara retrovisora que constitui um contributo importante para facilitar manobras de marcha-atrás.

 

Entre o equipamento opcional está ainda um enorme teto panorâmico que se estende sobre as primeira e segunda filas de bancos. Em dias de muito sol, é possível utilizar uma persiana elétrica. Para aumentar o conforto nos dias frios de inverno, o Meriva pode ser equipado com bancos dianteiros e volante aquecidos.