Newsletter Opel

Newsletter Opel

Receba as últimas informações sobre a Opel e os produtos e serviços Opel diretamente na sua caixa de correio eletrónico.

Registe-se agora!

Opel fornece motor para barcos de elevado desempenho

12/Jul/2016

  • Primeiro motor 2.0 Diesel na classe de motores fora-de-bordo de 200 cv
  • Empresa sueca especializada Cimco Marine AB desenvolve aplicação em barcos
  • ‘Performance’ semelhante à de um motor dentro-de-bordo aliada à versatilidade de um fora-de-bordo
Opel fornece motor para barcos de elevado desempenho

A Opel vai fornecer o motor 2.0 Diesel para aplicações em barcos. Este propulsor é feito na fábrica de motores da Opel em Kaiserslautern, na Alemanha, e é conhecido dos modelos de automóveis Insignia, Zafira e Cascada. A variante náutica do prestigiado turbodiesel de quatro cilindros da Opel, designada OXE Diesel, debita 200 cv de potência às 4100 rpm e 400 Nm de binário máximo às 2500 rpm.

 

«O fornecimento de componentes leva-nos a setores que são de pequeno volume mas onde os nossos produtos são populares. Ao mesmo tempo, isso contribui para a utilização da capacidade da nossa fábrica de motores de Kaiserslautern», explica Alex Thielemans, responsável pelas vendas de componentes na Opel.

 

O motor OXE Diesel é produzido na Alemanha e destaca-se pela fiabilidade e reduzida manutenção. Na utilização náutica, o propulsor necessita de ser inspecionado apenas a cada 200 horas e só requer uma revisão profunda ao fim de 2000 horas. Os motores de barcos estão sujeitos a cargas elevadas, já que trabalham quase sempre no regime máximo. O consumo de gasóleo ronda 43 litros por hora, o que representa uma poupança de cerca de 42 por cento face a um motor fora-de-bordo comparável a dois tempos (73 l/h). Outra vantagem está no baixo nível de ruído do motor da Opel.

Opel fornece motor para barcos de elevado desempenho

Um motor Diesel aumenta consideravelmente a autonomia de barcos rápidos destinados a pesca em alto-mar, missões de salvamento ou trabalho em estações de piscicultura, por exemplo. Na verdade, um dos primeiros motores OXE Diesel produzidos já rumou a uma exploração de criação de salmão ao largo da costa da Escócia. Outro ponto a favor do motor Diesel está no facto de o gasóleo ser menos inflamável que a gasolina. Alguns portos já proíbem a entrada de barcos com motores fora-de-bordo a gasolina devido ao potencial risco de incêndio. Esta limitação não se aplica o OXE Diesel, naturalmente.

 

«O motor Opel foi selecionado por ser uma belíssima peça de engenharia e ter provado ao melhor nível em centenas de milhões de quilómetros. Na nossa área, a necessidade de passar da gasolina para o gasóleo prende-se com múltiplos fatores, entre os quais a mitigação do risco de incêndio, a garantia de vida útil mais longa graças a fiabilidade acrescida, intervalos de manutenção mais espaçados em utilização intensiva, maior autonomia e crescente disponibilidade de gasóleo», defende Magnus Folin, CEO da Cimco Marine.

 

A Cimco Marine AB efetuou testes a vários motores Diesel de veículos de passageiros até chegar a uma decisão. A escolha do motor de quatro cilindros da Opel deveu-se principalmente à robustez. Os testes da empresa sueca desenrolaram-se ao longo de três anos, até ao final de 2015. «O nosso processo de validação foi muito completo e o motor Opel provou ser extremamente robusto e durável», afirma Christer Flodman, Diretor Técnico da Cimco.

Opel fornece motor para barcos de elevado desempenho

Massimo Giraud, Engenheiro-Chefe no Centro de Desenvolvimento Diesel da Opel em Turim explica: «A adaptação do nosso motor a um ambiente muito diferente não foi simples. A gestão eletrónica foi completamente recalibrada, o que transformou por completo o comportamento do motor. Para a aplicação náutica deixámos de precisar do binário muito elevado a baixíssimas rotações - uma característica que destaca este motor nos nossos automóveis - por troca com débito mais elevado de potência, necessário para velocidade de cruzeiro. Missão cumprida!»

 

A Cimco, por seu turno, procedeu a algumas adaptações do motor para utilização em condições difíceis no mar, como um sistema de lubrificação por cárter seco e uma correia de transmissão especial para o hélice. O sofisticado sistema de transmissão foi desenhado para suportar grandes cargas resultantes do elevado binário do motor turbodiesel, ao mesmo tempo que proporciona ao condutor do barco um maior controlo a baixa velocidade, essencial em operações de busca e salvamento, mas que é, até hoje, inexistente em propulsores fora-de-bordo a dois tempos. Finalmente, o novo OXE Diesel possui sistema de arrefecimento em circuito fechado, o que representa uma vantagem importante em situações de temperaturas muito baixas ou águas com muita vegetação aquática.