SKIP TO CONTENT
Otimizar Autonomia

COMO IR AINDA MAIS LONGE NO SEU CARRO ELÉTRICO.

Há muitas pequenas coisas que pode fazer para alargar a autonomia do seu carro elétrico. E mesmo que não possa influenciar tudo, encontrará algumas sugestões úteis aqui. 

ESTILO DE CONDUÇÃO

Dois fatores em particular influenciam a autonomia do seu carro elétrico Opel: a velocidade da sua condução e as acelerações frequentes. Como regra geral, se duplicar a velocidade, reduz metade da sua autonomia. E cada vez que acelera, o seu carro consome energia.

 

Como pode aumentar a sua autonomia:

  • Conduza devagar e evite acelerações desnecessárias.
  • Olhe para a frente e antecipe as situações para evitar travagens desnecessárias.
  • Não use o modo desportivo se não precisar.
  • Na autoestrada, tente conduzir a uma distância segura atrás de outro veículo que viaje a uma velocidade constante. 
  • Tente evitar subidas grandes e íngremes quando planear a sua rota.

 

Mais sugestões? Tem a ferramenta de e-aconselhamento da Opel a qual vai transformá-lo num profissional de e-condução.

 
PESO EXTRA

O peso no seu carro tem um efeito direto na autonomia. Verifique o peso desnecessário, o que pode facilmente fazer antes de começar a viagem:

 

  • Certifique-se de que não há nada no compartimento das bagagens ou nos bancos traseiros que não precise. 
  • Remova acessórios desnecessários .
  • Tem uma grelha de tejadilho? Remova-a quando não a usar porque ela aumenta a resistência ao ar. 
 
PRESSÃO DOS PNEUS

Pneus com pressão baixa significam mais trabalho do motor (qualquer que seja o tipo) porque há mais contacto com a estrada. No que diz respeito a carros elétricos, vai notar o grande impacto que isso tem na autonomia. 

 

  • Verifique a pressão dos pneus pelo menos uma vez por mês e antes de fazer viagens longas. 
  • Se necessário, encha-os com os valores recomendados na estação de serviço mais próxima.

 

Vai resultar!

 

QUE MAIS PODE FAZER.

VELOCIDADE
A velocidade tem o maior impacto na autonomia. De acordo com o procedimento WLTP, por exemplo, se conduzir a uma velocidade constante de 130 km/h, a autonomia do seu veículo totalmente elétrico é reduzida em metade. Se a sua velocidade duplicar, a resistência ao ar quadruplica. Resumindo: conduzir rápido gasta mais energia.  
UMA ABORDAGEM CAUTELOSA
A velocidade é um fator importante no que diz respeito à autonomia, tal como as acelerações e travagens constantes. É por isso que é melhor escolher o modo de condução ECO. Um estilo de condução pró-ativo e economizador de energia combinado com o sistema de travagem regenerativa do seu carro elétrico pode dar-lhe até 15% mais de autonomia.  
Se está a chegar a um engarrafamento, há também algumas formas de poupar energia. Se puder, ajuste a temperatura interior para um valor mais baixo ou utilize o aquecimento mais económico do assento. Pode desligar consumidores de energia desnecessários como o aquecedor de janelas dianteiro/traseiro, limpa para-brisas e faróis médios, mas as luzes de estacionamento devem permanecer sempre acesas por razões de segurança. 
AQUECIMENTO
A energia para o aquecimento provém diretamente da bateria do veículo, o que pode afetar a autonomia do seu carro elétrico até 35%, dependendo da estação do ano. Sugestão útil: pré-aqueça o seu carro elétrico - por exemplo através da app - enquanto ele ainda está ligado à rede. Se fizer isto, não vai gastar depois a bateria. 
Quer estar mais quente no caminho? Utilize o modo de recirculação porque utiliza menos energia para elevar a temperatura interior para o valor desejado. A propósito, apesar dos rumores em contrário, a bateria do seu carro elétrico pode funcionar a temperaturas confortáveis durante várias horas em engarrafamentos, mesmo em condições de temperaturas frias e gelo.
A autonomia restante, tal como é mostrada no painel de instrumentos, é sempre uma estimativa baseada no seu estilo de condução. Se conseguir reduzir o consumo de energia seguindo as sugestões acima mencionadas, o valor no ecrã ajusta-se automaticamente ao seu novo comportamento de condução.